Tenso! Outro dia fui à biblioteca e depois  fui me sentar na praça:  me deu uma vontade louca de escrever fosse o que fosse, mas…eu não tinha papel nenhum, embora tivesse uma lapiseira, então acabei escrevendo na última página do livro, aquela brancaa, sabe?Não escrevi nada de mais, era sobre as pessoas que passavam  e um casalzinho sentado em um banco perto do meu e como conhecer pessoas era torná-las mais desconhecidas, algo por aí…

Mas o fato é que hoje voltei pra devolver os livros e não é que me esqueci de apagar? Quando me dei conta já havia entregue o livro pra moça, aí comecei a ficar psicótica morrendo de medo que ela, sem querer, acabasse vendo…No fim das contas eu ajudei ela a achar o lugar de colocar o livro e como tenho certeza que ninguém pegará aquele livro (não tão cedo) minha calma se restabeleceu assim que ela o acomodou junto dos seus vizinhos.

Vô e suas bonitezinhas!

julho 12, 2009

Hoje fui me sentar no sol, como de costume, e o Tedi (que não é um urso e sim um cachorro) veio ficar ao meu lado. Com um pequeno barulho de passos que se aproximava ele começou a latir e de repente o dono dos passos apareceu: era meu super vô!!!

Vendo que o Tedi latia pra ele (eles se dão muito bem) meu vô se aproximou do portão perto de onte estava o Tedi e fez: Uau! Que foi o uau mais bonito que já ouvi *.*

Sobre visões:

julho 5, 2009

Bom, acontece que as galinhas tem me perseguido.Tenho visto galinha por tudo conte lado, impressionate, dai eu olho de novo e é qualquer coisa, menos uma galinha, tipo um saco de lixo, um cachorro…tá dando nervoso já.

Outro dia foi com urso polar…tem um nome, mas eu esqueci:  essa água que fica na beirada da calçada(que também tem um nome que  esqueci), quando as pessoas lavam o quintal, pois então eu vi essa água na forma de urso polar, mais pra frente vi um urso polar bebê, e tal visão persistia tantas vezes eu a olhasse.

Esse negócio é engraçadíssimo porque você realmente vê. Tipo eu sempre vejo gente em saco de lixo, a pessoa é o saco de lixo…Ai eu olho e começo a ver que a pessoa tá sentada na calçada com fone de ouvido. No outro dia de manhã você passa pela calçada e vê que era só um saco de lixo.

Isso acontece muito: acha que folha é algum animal e por aí vai…

B0m, isso é muito impressionate.

Sem mais.

junho 30, 2009

Fora de tudo!

Mão

junho 8, 2009

Hoje, enquanto eu escrevia, não reconheci minha mão…Foi um tanto quanto estranho

“Hoje é terça feira

o céu borrou a cor”

~


“um dia de sol

num copo d’água”

Hoje tá muito frio, frio de você andar e seu nariz ficar vermelho…fazia tempo que não ficava frio bonito, assim…

Então hoje é dia de tomar leite quentinho enrrolado na coberta(não o leite, a gente), assistir filme, dormi gostoso e ouvi música meiguinha…

Tô começando a entrar no clima cinza azulado e tô achando que, jaja, vou ouvir Gregor Sansa!

Eu gosto muito da cor do céu assim, do nariz e orelhas gelados essa moleza gostosa. Essa atmosfera combina com música e se afogar no silêncio…

Senhorzinho da piscada

maio 9, 2009

Bom, o fato se deu ontem a tarde, eu estava indo até a farmácia a pedido do meu vô, quando  estava quase terminando de subir o morro,  quase no centro, vejo um senhorzinho de cabelos brancos, um pouco de barba, o céu nos olhos e na camisa, tinha também uma bengala que usava como  que para governar o trânsito. Passei  dizendo boa tarde, ele então pegou sua bengala a levantou no peito e me respondeu o boa tarde. Na volta pra casa,  o vejo de novo…e dessa vez ele fingiu que iah vir com a bengala pra cima de mim, eu assutei, vendo isso ele começou a rachar o bico de mim e então daqueles olhos azuis tão mansos me veio a piscada mais bonita.

Ele me disse tchau e comentou sobre como o sol estava forte(mas já estava escurecendo).